Categoria: Artigos Amor, Consciência e Liberdade

069 – Vergonha e Culpa – Alerta e Curas Autor: Vicente do Prado Tolezano 17/07/2020           Pela expressão SINDERESE, os antigos denotavam uma capacidade inata pela qual se reconhece de “dever ser”, ético ou moral sobre todos nós, com efeitos desde nossa estrutura somático-afetiva até a fina intelecção.         […]
068 – Inveja, Malevolência, Ódio, Revolta e curas dos afetos ruins Autor: Vicente do Prado Tolezano 09/07/2020      INVEJA e MALEVOLÊNCIA são afetos graves de desordem anímica e se prestam de portas de entrada a doenças existenciais malditas como o ÓDIO e a REVOLTA.      INVEJA é sensação de dor, incômodo ou desprazer […]
067 – Coragem, Covardia e Temeridade Autor: Vicente do Prado Tolezano 02/07/2020          Urge DOSAR. A vida excelente ou otimizada – sinônimo de vida virtuosa – é vida sob critérios de mediania.        Seguramente uma das mais assíduas emoções sobre nós é o medo/desconfiança, do qual tantas vezes zombamos por […]
066 – Desejo, Idiossincracia, Vontade e Constituição da Vida Humana Autor: Vicente do Prado Tolezano 24/06/2020 01 Desejos (nas espécies de apetites e ardores) são, via de regra, involuntários e impelem à realização pronta de prazer a eles associados. Passam-se predominantemente na nossa dimensão material e integram a categoria da paixão. Têm extensão exata da […]
065 – Todo/Parte, Cosmovisão e Ideologia Autor: Vicente do Prado Tolezano 05/05/2020 1) PARTE/TODO Existem “partes” e “todo”, este um princípio de ordem sobre aquelas. Há todos parciais, partes de outros todos, ditos subtotais, e partes totais sobre outras partes da parte, ditas subpartes. Podemos dividir em tantas camadas queiramos, mas da tensão de discernimento […]
064 – Ego, Personalidade e Distopia Autor: Vicente do Prado Tolezano 20/04/2020 Crianças podem ficar nuas sem quaisquer solenidades, apreensões ou perda da espontaneidade. Vivem no que se chama “estado de inocência”. Estão absolutamente instaladas no seu presente, no seu aqui e agora, distantes de quaisquer consequencialismos. Estão sem medo, ansiedade ou equivalente a não […]
063 – Amizade e Companheirismo – Ouro e Bijouteria Autor: Vicente do Prado Tolezano 10/01/2020 Amizade para consigo é condição para que tenhamos amigos externos de verdade, pois, a rigor, eles são um “outro eu”, mas integrativo do nosso “eu”. O esquema é tal que qualquer melindre que tenhamos de nos auto inspecionar elide a […]
061 – Vida bem sucedida x vida boa Autor: Vicente do Prado Tolezano 18/12/2019 A relação entre “vida bem-sucedida” e “vida boa”, tirante exceções, é disjuntiva, ou seja, articulam-se entre si com “ou” das bifurcações e não com “e” das adições. Sucesso é da categoria da relação, pois “depende” de “outros” para validar-lhe, seja por […]
060 – Agressividade X Violência – Politicamente Correto e Floco de Neve Autor: Vicente do Prado Tolezano 03/12/2019 A filosofia de boteco, por vezes, acerta em cheio. Ela diz com muita correção que “uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa”, intuição própria dos princípios lógico e ontológico da identidade. Assim, de […]
 059 – Medo da Liberdade, Política e Sadomasoquismo Artigo de Vicente do Prado Tolezano 29/11/2019 É bom morar num país que autorize seus cidadãos a, querendo eles, ir livremente ao exterior, a expressar suas ideias, a decidir com quem casa e quantos filhos terá, a eleger sua profissão, escolher sua fé, leituras, amizades, etc … […]
058 – O Respeito e o Medo de ser Respeitado Autor: Vicente do Prado Tolezano 08/11/2019 Respeito numa só palavra quer dizer LIMITE, mais precisamente, num primeiro momento, “limite do outro”.  Nosso senso até umbilical com o senso de “território” é a gênese de um “território de respeito-vital-pessoal”, que as legislações reconhecer como um bem […]
053 – Ilusões Progressista e Reacionária, Luz pelo Helicóide Autor: Vicente do Prado Tolezano 16/07/2019 A única certeza inalterável é a mudança, arguiu Heráclito de Éfeso séculos antes de Cristo, dando início à investigação racional-sistemática da natureza. Sua frase que restou clássica expressa que “não se banha duas vezes no mesmo rio”, tanto porque o […]
049 – Abaixo do amor: camadas 4 e 5, dos coitadinhos e dos arrogantes Autor: Vicente do Prado Tolezano 29/03/2019 Todas as pessoas têm MOTIVOS e algumas têm também VONTADES. Só na medida em que a vontade aumenta é que os motivos diminuem e vice-versa. Fica claro, pois, que o oposto de motivo é a […]
048 – Retórica e Humildade Autor: Vicente do Prado Tolezano 22/03/2019 Exemplos de 2 palavras excessivamente comuns, mas desconhecidas e bem interligadas: “retórica” e “humildade”. No senso comum, tantas vezes, a primeira (“retórica”) é vista como a “arte da enganação” e a segunda como “timidez/fraqueza/humilhação, etc…”, ou seja, com vieses pejorativos da semântica própria delas. […]
047 – Desamor e Masoquismo Corporativo Autor: Vicente do Prado Tolezano 08/03/2019 Se imaginássemos um campeonato de lugares com mais masoquistas por metro quadrado, seguramente imaginaríamos o dito “mundo corporativo” com o troféu de campeão. Toda tristeza (emoção que indica perda) é muito mais nefasta quando é prazerosa (emoção que indica presença, mas fugidia). Mutatis […]
046 – Amor/Desamor – Sexo Vida X Sexo Morte Autor: Vicente do Prado Tolezano 26/02/2019 Poucos opostos entre si se dividem por linha tão fina quanto a PRÁTICA SEXUAL, a qual corrobora expressões desde a mais pura PULSÃO DE VIDA à mais oposta e pura PULSÃO DE MORTE. Jamais ato sexual é propriamente indiferente ou […]
045 – Amorosidade, Promessas e Compromissos Autor: Vicente do Prado Tolezano 19/02/2019 Prometer é verbo transitivo, ou seja, promete transitar algo de alguém a alguém. Comprometer-se é verbo pronominal, ou seja, tem caráter reflexivo de uma promessa do sujeito para consigo.  Obviamente comprometer-se até reclama objetos direto e indireto, mas seu cerne semântico é de […]
044 – Amor, Perigo de Traição e Confiança Autor: Vicente do Prado Tolezano 05/02/2019 As pessoas que confiam muito nas outras e controlam-nas pouco serão seguramente muitas vezes traídas. As pessoas que, por sua vez, confiam pouco nas outras e controlam-nas muito, igualmente, serão muitas vezes traídas! Queremos, pois, afirmar expressamente com os assertos acima […]
043 – Direito à Educação – Sofisma Egoísta Autor: Vicente do Prado Tolezano 15-01-2019 Poucas falácias devem ser tão nocivas quanto a que afirma que “EDUCAÇÃO É UM DIREITO”, a qual arrisco que até sequer cuide de falácia e seja, mais precisamente, um SOFISMA. Não é sem razão que os “tempos líquidos” coincidam justamente com […]
042 – (Des)Amor – Dor, Sofrimento, Masoquismo e Voluntarismo Autor: Vicente do Prado Tolezano 18/12/2018 Tão necessário à clareza do mapa existencial, como é discernir o PRAZER de FELICIDADE, é também o discernimento de seus opostos desses que são a DOR e o SOFRIMENTO. DOR, no sentido próprio, é sensação/emoção bruta, que varia de um […]
041 – (Des)Amor e Timidez Autor: Vicente do Prado Tolezano 06/11/2018 Revestido de razão estava o psiquiatra carioca Italo Marsili quando asseverou que “só os egoístas são tímidos” e que só se supera a timidez superando o egocentrismo. As afirmações retro tendem a impactar, pois há um senso intuitivo grosseiro de dar “simpatia” ou comiseração […]
040 – (Des)Amor, Maldade e Respostas da Vítima, ou seja, de todos Autor: Vicente do Prado Tolezano 09/10/2018 A raiz etimológica de vítima alcança o vocábulo latino victus, que denota vencido, como dominado.  Em outras palavras: é padecer de uma maldade. Todo mundo, não só pode ser vítima, como, aliás, necessariamente o será por pessoas/coisas/circunstâncias […]
039 – (Des)Amor, Antes de enganar-te, engano a mim mesmo, dissociação de identidade. Autor: Vicente do Prado Tolezano 02/10/2018 Tivesse a genialidade de DOSTOIÉVSKI (1821 – 1881) se limitado à criação da personagem RASKOLNIKOV, protagonista do clássico Crime e Castigo, seu assento no rol dos profundos conhecedores das sombras humanas estava garantido. O romance se […]
036 – Amorosidade e Solidão Autor: Vicente do Prado Tolezano 24/09/2018 Se te encontras em um ambiente BELO, ganhas um impulso natural para plantar, criar, fertilizar ou, ao menos, conservar essa beleza. É óbvio que este impulso pode variar desde um simples “empurrãozinho” até a um chamamento quase irresistível, tudo a variar do grau de […]
036 – Amorosidade e Solidão Autor: Vicente do Prado Tolezano 04-09-2018 Poucas coisas são tão AMBÍGUAS como a solidão. Por conta do terror de se estar SOLITÁRIO quantas falsas companhias não se buscam, garantindo assim, mais que a solidão propriamente dita, mesmo a queda no VÁCUO EXISTENCIAL É próprio do ser humano trocar JÓIA por […]
035 – Amor, Verdade, (in) tolerância, perdão e fanatismo Autor: Vicente do Prado Tolezano 30-08-2018 A noção de TÓXICO é de algo que se ADICIONA a nós e no mau sentido de adição, tal como “algo difícil de nos livrarmos” e/ou de algo que “pesa” sobre nós, enfraquecendo-nos. No léxico de certos idiomas, essa semântica […]
035 – Amor, Verdade, (in) tolerância, perdão e fanatismo Autor: Vicente do Prado Tolezano 11-07-2018 Entre as poucas regras quase desprovidas de exceção, está aquela que dita que “aquele que não ama, está sempre fingindo que ama, ainda que contra todas as evidências ululantes”. O AMOR é extremamente OBJETIVO e até porque, em acurado rigor, […]
032 – Amor é vontade e pede (muita) preparação Autor: Vicente do Prado Tolezano 09-05-2018 Um princípio antigo e medieval indicava uma OBVIEDADE que, atualmente, por conta do império materialista, não se percebe: o princípio de que “O AGIR SEGUE O SER” (“agere sequitur esse”). O que o princípio quer dizer é, parafraseando-o, que “as nossas […]
031 – Amor, Ansiedade existencial, medo x culpa/angústia Autor: Vicente do Prado Tolezano 05-02-2018 O paradoxo próprio da “condição humana” é a de SER SEPARADO: somos a única espécie “separada” e disso temos consciência, seja de forma clara ou difusa (até uma “consciência inconsciente”). Sabemos que somos integrantes da natureza, particularmente da natureza animal (sem […]
028 – Amor, levá-lo para quem? Autor: Vicente do Prado Tolezano 12-01-2018 Na perspectiva passiva, todos são dignos de receber amor, sem distinções pessoais. Santo Agostinho já advertiu, com exímia correção e santo discernimento, aos agentes ativos do amor, ou seja, aos AMOROSOS, que “o limite do amor é amar sem limites”. O que, contudo, queremos […]
026 – Amor, Normalidade e Medo de Ser Feliz Autor: Vicente do Prado Tolezano 28-12-2017 Não há quem não se tenha indagado sobre sua própria NORMALIDADE e tampouco não tenha se debruçado sobre muita cogitação quanto à NORMALIDADE alheia. Mas o que é ser NORMAL? “Normal” vem de “norma” e, nesse sentido, ser normal é […]
026 – Amor, níveis de consciência, segurança ou força Autor: Vicente do Prado Tolezano 12-12-2017 A principal característica humana, em diferenciação de qualquer outro ser, é a posse da ESTRUTURA CONSCIENCIAL, a qual, apesar de aparente trocadilho de palavras, opera sobre nós mesmo “inconscientemente”. Queremos, com isso, dizer que mesmo sem consciência da própria estrutura consciencial, […]
025 – Amor Romântico – Falácia Trágica Autor: Vicente do Prado Tolezano 01-12-2017 Do campeonato de ilusões com alta eficácia de adesão e consequências trágicas, o AMOR ROMÂNTICO é integrante das etapas finais, senão até mesmo o campeão. Qual de nós já não foi bombardeado, sutil e explicitamente, com o imaginário de que “somos metade […]
024 – Amor e Gratidão Autor: Vicente do Prado Tolezano 24-11-2017 GRATIDÃO é espécie de AMOR. Toda amorosidade é conduta rara e a GRATIDÃO, aliás, é uma das espécies mais raras de amor. Cuida de um amor reverso pelo grato por conta de um amor previamente recebido. Ainda que esteja ínsita na gratidão efetiva a vontade […]
023 – Amor – Temperamento e Caráter Autor: Vicente do Prado Tolezano 14-11-2017 Em termos precisos, não se fala de pessoa amorosa, mas sim de “pessoa de caráter amoroso”, pois amorosidade é questão de caráter humano. É muito comum a confusão entre caráter e temperamento e, pois, muito comum também, e com resultados com graves distorções, […]
022 – Amor, Putaria e Tempos Líquidos Autor: Vicente do Prado Tolezano 09-11-2017 Vem de ARISTÓTELES a sábia advertência de que muita atenção se deve dar à raiz etimológica das palavras para o incremento da fineza na leitura da realidade. Neste artigo, debruçamos atenção às expressões PUTA ou PUTARIA, normalmente associadas ao sexo mediante paga, […]
021 – Amor, Maturação, Mortes, Renascimento, Ex-covardes Autor: Vicente do Prado Tolezano 31-10-2017 O fruto nasce verde. É um recebedor pleno. Recebe a seiva da árvore, recebe proteção do galho para não ficar no chão, também é protegido pelas folhas e etc. Não é comestível, inclusive seu gosto é azedo, e nem dá sementes nessa fase. […]
020 – Amor: Ter ou Ser, eis a questão? Autor: Vicente do Prado Tolezano 29-09-2017 Tente captar a distinção entre afirmar: “tenho um filho” ou “sou pai”. Ainda, entre milhares de possibilidades exemplificativas: “tenho um cônjuge” ou “sou casado”, “tenho namorado” ou “sou namorado”, etc… Só em patamar muito grosseiro, larguíssimo, as expressões comparadas são […]
019 – Lei dos Corpos/Consumo, do Amor/Consumação – Feiras e Boutique Autor: Vicente do Prado Tolezano 22-09-2017 A divisão entre matéria e forma foi alcançada pelo gênio humano já nos tempos da Antiguidade, tanto no Ocidente quanto no Oriente e dentro do contexto de esforço de solução de uma tensão intelectual maior que é dar […]
018 – Amor, Política, Oráculos e Esfinges e Amor Autor: Vicente do Prado Tolezano 15-09-2017 A relação entre AMOR e POLÍTICA se dá tal como uma relação entre cara e coroa de uma moeda: são inseparáveis entre si a ponto em que não existe uma sem a outra e vice-versa e, mais, que ou se […]
017 – Hércules – Heroísmo e Amor Autor: Vicente do Prado Tolezano 07-09-2017 Todo mundo sabe que HÉRCULES era superlativamente forte e a tal ponto que deu cabo a 12 trabalhos impossíveis a quaisquer outros. Infelizmente, as pessoas, via de regra, só sabem esse aspecto secundário – da FORÇA FÍSICA – e até mesmo antagônico sobre […]
016 – Amor, Identidade, Ego, Medo, Mitos Clássicos Autor: Vicente do Prado Tolezano 31-08-2017 A capacidade de alguém para AMAR tem relação absolutamente direta com a assunção que esta pessoa faz de sua IDENTIDADE (ao menos de sua auto-imagem) – tal como uma relação que se passa entre semente e fruto: sem semente, sem fruto ou […]
015 – Amor Filia Autor: Vicente do Prado Tolezano 16-08-2017 Já nos debruçamos noutros artigos sobre a distinção entre SEDUÇÃO e AMOR e já tratamos também sobre o AMOR ÁGAPE, temas importantes para uma boa compreensão do AMOR FILIA, sobre o que este artigo ocupar-se-á. AMOR FILIA é AMOR, ainda que, por vezes tenha ressaibo de […]
014 – Tipos de Amor – Diferenciado e Indiferenciado – ÁGAPE Autor: Vicente do Prado Tolezano 18-07-2018 Em outros artigos, já separamos da zona semântica do AMOR a dimensão ERÓTICO-DESEJANTE-POSSESIVA-CONSUMIDORA, bem como já apontamos a subjacência essencial do AMOR por uma noção VOLITIVA-BENEVOLENTE-EXPANSIVA-SEMEADORA para com o OUTRO. Obviamente, esta nossa divisão goza de arbitrariedade e tem […]
013 0 Amor – Vereda da felicidade Autor: Vicente do Prado Tolezano 19-06-2017 Já falamos noutro artigo sobre os correlativos da SEDUÇÃO e do DESEJO, mostrando sua feição potencialmente triste e coadunada como um “bem de consumo”. Tudo sob um senso geral ERÓTICO, distinto do AMOR, tema esse oceânico e sobre o qual vamos ousar aqui […]
012 Sedução não é amor Autor: Vicente do Prado Tolezano 12-12-2017 Parecem coisas associadas entre si, mas, ao reverso, são até antagônicas e inconciliáveis na maior parte: a SEDUÇÃO e o AMOR. As duas coisas tem em comum que ambas são MOVIMENTOS de alguém a alguém ou a algo e movimentos que, consciente ou inconscientemente, visam […]
002 O problema fundacional – ORFANDADE Autor: Vicente do Prado Tolezano 12-08-2016 Estão longe de serem poucos os auditórios no Brasil que se ocupam de valsas, não só tolas, mas, mesmo bestiais. Tais como a que canta que “sexos, no sentido de masculino e feminino, não existiriam na natureza, mas são ditames puramente sociais”. Não só […]
Mostrar Botões
Esconder Botões