Quem somos

 

 

 

Somos um instituto privado de educação comprometido com 4 missões e valores:

1) Prover Formação Intelectual e Humanista sóbrias;
2) Resgatar a Cultura Clássica Erudita;
3) Repudiar toda forma de obscurantismo e nihilismo;
4) Resistir ao fluxo de desamorosidade.

Nossos valores são:

1) Rejeição de qualquer patrocínio de origem pública;
2) Apartidarismo político;
3) Oferta de volume expressivo de materiais gratuitos;
4) Circulação e conteúdos exclusivamente autorais.

 

Mantemos expressivo volume de atividades públicas gratuitas ONLINE como artigos, entrevistas, lives, palestras sobre cultura clássica, filosofia, literatura, psicologia, teologia, artes, etc …

Provemos também cursos formativos, com eco existencial, os quais são a nossa fonte de financiamento.

O fundador da Casa da Crítica é o advogado e filósofo Vicente do Prado Tolezano, que foi “analfabeto funcional” até a altura dos 34 anos, a despeito de várias pós-graduações completas até então. A corrida atrás do prejuízo frutificou, incluindo a descoberta do tesouro aristotélico, principal influência intelectual dele.

Outros estudiosos, comprometidos visceralmente com as missões e valores do instituto, agregaram-se e também vertem suas produções ou parte delas pela Casa da Crítica.

 

Cursos oferecidos ou em lançamentos pela Casa da Crítica:

– Trivium Clássico                                             – Encíclicas dos Papas

– Comunicação Empática                               – Neurociências

– Educação pela Música                                  – Concílio Vaticano II

– Arte e Espiritualidade                                     – A Lei do Desejo

entre outros.

 

Seja bem vindo ao site da Casa da Crítica e a nossos ecos nas redes sociais e aprecie-os SEM moderação.

 


Você quer se manter informado com as novidades da Casa da Crítica e receber nossas newsletters ?

Cadastre-se agora e fique sempre atualizado !!!


Todos direitos são reservados e protegidos para Casa da Crítica, sendo permitida a reprodução dos conteúdos desde que seja citada a autoria e mantida a integralidade dos textos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *